Novos colaboradores participam de treinamento sobre Parada Cardiorrespiratória

19 de novembro, 2021

Em 16 de novembro, os novos colaboradores, que passam a atuar como Técnicos em Enfermagem e Enfermeiros no Hospital Estadual Getúlio Vargas e na UPA Penha 24h, participaram de um treinamento sobre “Atendimento à Parada Cardiorrespiratória”, ministrado pela Analista do Núcleo de Educação Permanente (NEP), Enfermeira Karen Cristine Godoy Moraes Cítera, e pelo Coordenador do NEP e do Centro de Estudos, Enfermeiro Marnio Mesquita.

Através da metodologia de simulação realística, a capacitação, que faz parte da programação do Acolhimento Institucional, tem como objetivo contribuir com o aperfeiçoamento da comunicação, trabalho em equipe, abordagem humanística na assistência e efetividade para atendimento de maneira rápida, uniformizada e sistemática nos eventos agudos e graves.

Um dos fatores mais importantes no atendimento à parada cardiorrespiratória (PCR) e manobras de ressuscitação cardíaca é o tempo. Além do rápido reconhecimento de uma PCR, a qualidade das compressões torácicas pode garantir maior chance de sobrevida. Para isso, uma equipe preparada pode melhorar as taxas de sobrevida. No ambiente intra-hospitalar, a equipe de enfermagem normalmente é a primeira a identificar a PCR e precisa estar treinada tanto em teoria quanto na prática de suas habilidades.

O aprendizado é contínuo no Complexo Estadual de Saúde da Penha. Uma variada e importante grade de treinamentos é oferecida pelo IPCEP e Direção do Hospital Estadual Getúlio Vargas e UPA Penha 24h para os profissionais das unidades de saúde.

 

Fontes: Conselho Federal de Enfermagem e Núcleo de Educação Permanente (NEP) do Complexo Estadual de Saúde da Penha. Foto: IPCEP.